Mercado de eventos cresce e movimenta a economia brasileira

terça-feira, 24/05/2016 em Notícias
Mercado de eventos cresce e movimenta a economia brasileira

O segmento de eventos continua como um dos mais promissores e geradores de empregos do País, pois, mesmo com a crise econômica, este mercado se mantém aquecido. Neste cenário, segundo o International Congress and & Conventions Association (ICCA) — entidade internacional responsável pela administração do maior banco de dados de eventos do mundo —, o Brasil é líder na América Latina no número de eventos internacionais sediados e está em segundo lugar nas Américas. Outro dado relevante é de que a cidade de São Paulo cresceu 600% na captação de eventos internacionais no País. A capital paulista está entre as 35 cidades que mais recebem este tipo de ação no mundo, posicionando-se em primeiro lugar entre as cidades brasileiras. A metrópole passa a ocupar a 34ª posição mundial, com 66 eventos, à frente de destinos tradicionais, como Rio de Janeiro, que aparece ao lado de Lima, Toronto, Vancouver, Milão e Dubai, com 64 eventos. Dos 291 realizados no País em 2015, 22,68% aconteceram em São Paulo, segundo o ICCA.

Oportunidades e fomento do setor – A realização dos Jogos Olímpicos, no mês de agosto deste ano, na cidade do Rio de Janeiro, deve impulsionar o número de eventos realizados e fomentar o setor, driblando a retração econômica. Outro fator que promete incrementar é a decisão do governo brasileiro de isenção unilateral de vistos para turistas australianos, canadenses, americanos e japoneses. Os turistas irão movimentar a economia do País, com gastos em hotéis, restaurantes, aluguel de veículos, agências de viagens e tantos outros setores — inclusive o segmento de eventos — que são impactados pelo turismo. A medida irá vigorar de 1º de junho a 18 de setembro e foi elogiada pela World Travel & Tourism Concil (WTTC) – uma das mais respeitadas instituições do setor no mundo.

Habilidades para driblar a crise – Diante da instabilidade política e econômica do País, a flexibilidade para negociar com fornecedores, oferecer diferenciais, ajustar e minimizar custos é imprescindível. Além disso, também é necessário investir em inovação, tecnologia e criatividade, que são indispensáveis para os empreendedores do ramo. Por isso, a pauta das principais convenções e encontros do setor têm sido o “fazer mais com menos”. Um destes será o “Encontro Sul-Brasileiro de Empresas e Profissionais de Eventos”, organizado pela Associação Brasileira de Empresas e Eventos (ABEOC Brasil) – Regional Santa Catarina, que terá como objetivo fomentar as relações comerciais e institucionais entre os participantes, incentivando novas oportunidades de mercado, a qualificação e a competitividade do segmento. O encontro ocorrerá nos dias 23 e 24 de junho, no Majestic Palace Hotel – Florianópolis (Av. Jornalista Rubens de Arruda Ramos, 2746 – Centro).